Saidinha do Dia dos Pais terá 2,5 mil detentos nas ruas

O retorno deve acontecer até o dia 16 de agosto
Desde a última terça-feira (07) os detentos da região começaram a deixar as unidades prisionais para a ‘saidinha’ temporária do Dia dos Pais. A estimativa é a de que 2.500 presos recebam o benefício na região. O retorno deve acontecer até o dia 16 de agosto.

Segundo o Decrim (Departamento Estadual de Execução Criminal) a saída temporária dos detentos é dividida em blocos. O primeiro a deixar as unidades engloba as penitenciárias de Avanhandava e todas de Lavínia. Os beneficiários deixaram a prisão no dia 07 e devem retornar até o dia 13 de agosto, um dia depois do Dia dos Pais.

O segundo bloco saiu no dia 08 e é composto pelas pessoas que cumprem pena no anexo do regime semiaberto da Penitenciária de Mirandópolis 1, da Penitenciária de Andradina, Penitenciária de Getulina e dos CRs (Centros de Ressocialização) de Birigui e Lins. Os presos deverão retornar no dia 14 de agosto.

O terceiro e último bloco a receber o benefício deve deixar o anexo do regime fechado das três penitenciárias de Mirandópolis, da Penitenciária e do CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Valparaíso, além do Centro de Ressocialização de Araçatuba, no dia 10 de agosto. O retorno deverá acontecer no dia 16.

No total, aproximadamente 2.500 detentos vão deixar as prisões na região para o Dia dos Pais. No ano passado foram cerca de dois mil. A última vez que eles puderam aproveitar o benefício foi há três meses, no Dia das Mães. A próxima saidinha temporária está marcada para ocorrer no Dia das Crianças, data de feriado de Nossa Senhora Aparecida.

Fonte: O Liberal Regional

Foto: Divulgação / Portal Verdade

Compartilhe no Google Plus

    Blogger Comment
    Facebook Comment