Quadrilha rouba caminhonete e mantém vítima em cativeiro

O caso foi registrado como roubo na tarde de sábado
Um homem de 58 anos foi vítima de sequestro e roubo, na manhã de sexta-feira (20), entre Catanduva e Elisiário. O caso foi registrado no Plantão Policial na tarde de sábado (21).

Segundo a Polícia Civil, por volta das 7h30, a vítima trafegava com a sua caminhonete VW/Amarok, preta, pela rodovia vicinal Chafic Saab, quando cerca de três quilômetros do trevo da rodovia Washington Luís (SP-310), foi abordada por dois suspeitos, os quais ocupavam uma motocicleta, estando ambos armados de revólveres.

Na ocasião, os bandidos ameaçaram o condutor da caminhonete e exigiram que parasse o veículo. Temendo ser baleada, a vítima parou a caminhonete, sendo retirada por um dos ocupantes da moto. Nesse momento, se aproximou um veículo prata, aparentemente um GM/Vectra, sendo a vítima colocada no banco traseiro, tendo sua cabeça encoberta por um capuz, que impedia a sua visão.

O proprietário da caminhonete foi ameaçado durante todo o tempo, mas os bandidos afirmaram que nada lhe aconteceria, pois queriam apenas o veículo, depois lhe soltariam.

Depois de transitar por quase uma hora, os criminosos pararam o veículo e permaneceram em um local até anoitecer, quando novamente seguiram com o carro por cerca de 20 minutos, chegando em uma casa, onde a vítima foi colocada em um quarto, sendo permitido que retirasse o capuz.

O dono da caminhonete permaneceu neste lugar até a manhã de sábado, quando os bandidos mandaram que colocasse o capuz novamente, sendo levado para outro lugar, quando foi deixado em um bairro com casas bem simples, após transitar por quase 50 minutos.

Depois de ser informada que estava na cidade de São José do Rio Preto, a vítima procurou um moto taxi que a levou até a rodoviária, onde pegou um taxi e retornou para Catanduva.

Ainda, segundo as declarações da vítima, os bandidos não roubaram a sua carteira e nem o seu aparelho celular, mas retiraram o chip, para evitar qualquer tipo de contato. No interior do console da caminhonete havia a quantia de R$ 9.300 em dinheiro, que seria usada no pagamento de funcionários e fornecedores.

O delegado Márcio Acácio Seguesse registrou o caso como roubo, que será investigado pela Polícia Civil.

Por Marcelo Ono

Foto: Arquivo / Alta Tensão

Compartilhe no Google Plus

    Blogger Comment
    Facebook Comment