Mulher armada com revólver invade creche, atira para o alto e acaba presa

A suspeita foi abordada pela equipe da Guarda Civil
Municipal
Uma mulher de 41 anos foi presa, acusada de disparo de arma de fogo, ameaça e calúnia, na tarde de quarta-feira (14), em Catanduva.

Segundo a Polícia Civil, por volta das 15 horas, guardas civis municipais surpreenderam a suspeita na rua Farroupilha, próximo a rotatória da rua Rio Brilhante.

Durante a ação policial foi apurado que a mulher compareceu na creche localizada no bairro Tarraf, adentrou na sala de aula e sacou do interior de uma sacola um revólver. Na ocasião, a sala estava ocupada por crianças e pela professora.

Em seguida, depois de ameaçar a professora, a mulher saiu da sala e foi para o lado externo da escola, onde novamente sacou o revólver e efetuou um disparo para o alto, com o objetivo de mostrar para todos, que ela estava armada.

A principio, a suspeita confessou o disparo e disse que havia deixado a arma com um homem, morador da rua Farroupilha. Os guardas foram até o imóvel e não localizaram o revólver.

Posteriormente, a suspeita mudou a sua versão e afirmou que a arma pertencia ao seu namorado, de 57 anos. Na residência do averiguado, o morador confirmou que possuía um revólver calibre 32, municiado com três cartuchos intactos, porém a arma não foi encontrada.

No Plantão Policial, a mulher foi autuada em flagrante pelos crimes de disparo de arma de fogo, ameaça e calúnia, sendo recolhida na cadeia feminina de Santa Adélia, onde aguardará pelo posicionamento da Justiça. O revólver não foi localizado. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Por Marcelo Ono

Foto: Divulgação
Compartilhe no Google Plus

    Blogger Comment
    Facebook Comment