Raio mata trabalhador na zona rural em Santa Adélia

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Santa
Adélia como morte suspeita
O trabalhador rural A.P., de 42 anos morreu, vítima de fulminação (morte causada por descarga elétrica), na tarde de terça-feira (27), em Santa Adélia.

Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 14h40, policiais militares informaram a equipe plantonista da Polícia Civil, que em um sítio localizado no bairro Barreiro, zona rural da cidade, havia um cadáver.

No local, os policiais se depararam com o corpo do homem caído, próximo de um açude. Na ocasião, o trabalhador rural trajava camisa rosa clara, calça jeans e estava descalço.

Em contato com uma testemunha foi informado que ele estava trabalhando no local acompanhado da vítima, quando começou a chover. Nesse momento, a testemunha teria buscado abrigo, enquanto que a vítima preferiu ficar trabalhando na chuva.

Após alguns minutos, todos que estavam nas imediações, ouviram um forte estrondo, possivelmente de um raio, e logo verificaram que o trabalhador estava caído, sem vida.

De acordo com a polícia, em razão das condições climáticas (chuva e raios), aliado ao fato de que a vítima estava próxima de árvores, do açude e de uma pequena instalação elétrica, teria supostamente morrido por fulminação.

Depois da perícia realizada pela Polícia Técnica, o corpo do trabalhador foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Catanduva, para passar por exame necroscópico e ser liberado para os familiares.

O caso foi registrado pelo delegado Gilberto Cezar Costa como morte suspeita e será investigado pela Polícia Civil.

Por Marcelo Ono

Fonte: Polícia Civil

Foto: Divulgação / O Regional
Compartilhe no Google Plus

    Blogger Comment
    Facebook Comment