Morte suspeita no Parque Flamingo é investigada pela Polícia Civil

O delegado Márcio Acácio Seguesse registrou o caso, que
será investigado pelo 4° Distrito Policial
Um caso de violência doméstica, lesão corporal, dano, violação de domicílio e morte suspeita foi registrado pela polícia, na noite de segunda-feira (05), em Catanduva. A morte de um homem de 27 anos está sendo investigada pela Polícia Civil.

Segundo o Plantão Policial, por volta das 21h30, policiais civis foram informados que o homem se encontrava sem vida em uma residência no bairro Parque Flamingo, apresentando escoriações nas mãos, tórax e costas.

A equipe se deslocou para o local onde foi apurado preliminarmente que D.F.P. estava em sua residência, onde mora com a mãe S.P., de 61 anos. Em certo momento, o rapaz saiu de casa dizendo que iria até um bar.

Ao retornar após alguns minutos, o rapaz se mostrava transtornado. Ele dizia para a sua mãe que haviam roubado o aparelho celular, porém a mulher afirmava que o celular estava no armário. D.F.P. entrou na residência dizendo que o ladrão estava ali escondido, procurando pelos cômodos.

Diante da situação, a mãe e o rapaz passaram a discutir e quando estavam na varanda da casa, o filho empurrou a mulher que caiu no chão e feriu levemente o joelho. Antes de sair correndo pela rua, D.F.P. ainda quebrou um vaso que ficou jogado no imóvel.

Durante o trabalho dos policiais, foi apurado que o rapaz passou pela residência de uma vizinha e tentou abrir o portão do imóvel, mas como não conseguiu, saiu correndo e bateu contra uma lixeira violentamente, resultando em lesões.

Em outra residência, onde D.F.P. foi encontrado já sem vida, os moradores contaram que o rapaz chegou fora de controle e tentou quebrar o portão pequeno da residência, deixando a fechadura danificada. Em seguida, o rapaz arrancou o portão da garagem do trilho e conseguiu entrar no quintal. Os moradores seguraram D.F.P. até a chegada da Polícia Militar.

O rapaz, muito alterado, não parava de se debater. Passados alguns minutos ele ficou imóvel e morreu, sendo o óbito constatado pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

A Polícia Técnica esteve no local. O corpo do rapaz foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) para passar por exame necroscópico e posteriormente ser liberado para os familiares.

O delegado Márcio Acácio Seguesse registrou o caso, que será investigado pela equipe do 4° Distrito Policial de Catanduva.

Por Marcelo Ono

Foto: Arquivo / Alta Tensão

Compartilhe no Google Plus

    Blogger Comment
    Facebook Comment